Gestão

Administração estratégica fator competitivo na área da Saúde

Por Roberta Massa | 11.12.2010 | Sem comentários

Publicidade

Como o Estado não consegue cumprir sua obrigação que é garantir a todos a  (universalidade de acesso aos serviços de saúde em todos os níveis de assistência)  cada vez mais o mercado de saúde privada  cresce no Brasil.

Os hospitais privados estão expandindo em uma grande velocidade, mas seu maior desafio é manter-se neste mercado competitivo onde a concorrência briga constantemente para ficar com  uma fatia deste mercado.

Estes hospitais são verdadeiras  unidades de negócio, com o objetivo de ser lucrativo como qualquer outro tipo de empreendimento, porém não podem  desconsiderar  o fato de que  lidam com a vida humana. Um gestor médico  me disse uma vez: “A partir do momento que o  paciente entra na sala de observação o taxímetro deve ser ligado.” Esta frase me assustou inicialmente, não me pareceu muito humana, mas com o passar do tempo pude entender perfeitamente a importância da mesma.

Cheguei à conclusão de que devemos  separar o fator humano e o fator negócio para o sucesso de uma instituição hospitalar.

Resultados Financeiros
Um Hospital obtém seu lucro através da cobrança de taxas, pois seus custos com material, medicamento e manutenção são extremamente elevados.

Estas taxas são acordadas com as operadoras de saúde ou negociadas na própria instituição para atendimento particular.

Como fazer para manter os clientes fidelizados a instituição e ao mesmo tempo garantir excelentes resultados financeiros?

Administração Estratégica
Para se manter competitivo  o hospital  deve investir em uma administração estratégica realizando uma analise de ambiente, através desta analise a instituição poderá identificar onde ela encontra-se neste momento no  mercado (missão), e aonde ela que chegar (visão).

Seus pontos fortes devem ser mantidos, seus pontos fracos devem ser  melhorados,  o Benchmarking tem um papel muito importante na aréa, porém ele deve ser  readaptado para a realidade da instituição.

O engajamento dos colaboradores para o alcance das metas é extremamente importante, a equipe médica, assistencial e administrativa devem trabalhar em parceria, pois uma instituição hospitalar é muito complexa e as ações realizadas isoladamente não alcançam resultados positivos

Cabe ao administrador hospitalar definir suas estratégias, envolver suas equipes para que sua instituição se mantenha líder e competitiva neste mercado mais que  desafiador.

Compartilhe!