Gestão

Cubanos abandonam Mais Médicos e avisam por Whatsapp

Por Roberta Massa B. Pereira | 18.02.2016 | Sem comentários

Publicidade

Cinco médicos cubanos contratados pelo programa federal Mais Médicos avisaram por Whatsapp que deixaram seus postos em Guarujá (SP), na semana passada, e não voltarão mais ao trabalho. A mensagem, que dizia também que eles haviam saído do país, foi enviada às enfermeiras responsáveis pelos postos de saúde.

A Prefeitura de Guarujá notificou o desligamento dos profissionais ao Ministério da Saúde na última segunda-feira (15).

O nome dos profissionais não foi divulgado. Um deles havia chegado à cidade em novembro de 2013, e os outros quatro se apresentaram em março de 2014.

Todos tinham contratos de três anos.

Os profissionais atuavam nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) Vila Alice e Santa Rosa, e na Unidade de Saúde da Família (Usafa) Las Palmas.

Em nota, a Secretaria da Saúde do município afirmou que está adotando medidas como o remanejamento das consultas e a reposição de médicos para que as unidades onde os profissionais atuavam não fiquem desassistidas.

O Ministério da Saúde diz que a desistência do programa é livre e que os profissionais não precisam avisar que têm intenção de sair.

Segundo a pasta, os médicos serão notificados para que apresentem justificativa para a ausência.

Caso não se manifestem em até 48 horas, sua substituição será solicitada à Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), conforme prevê o acordo firmado com a entidade.

Guarujá conta atualmente com 42 profissionais do Mais Médicos.

Anteriormente, houve outras duas desistências do programa na cidade.

Fonte: Folha de São Paulo-18.02.2016

Compartilhe!