Tecnologia

Entrevista: Lexmark investe na acessibilidade das informações digitais em saúde

Por Roberta Massa B. Pereira | 19.04.2016 | Sem comentários

Apresentar as melhores informações e opiniões sobre a área da saúde é um dos principais objetivos do GeHosp.com.br. Ao longo dos anos, estamos oferecendo conteúdo transformador para elevar o nível do debate, para que dessa maneira, mais pessoas tenham acesso a profissionais que escrevem seu nome com destaque dentro do seguimento.

Conversei com a diretora de vendas de soluções especializadas e de serviços das Lexmark, Patrícia Freitas, falamos sobre os investimentos da Lexmark em tecnologias para a acessibilidade das informações digitais e o quanto isso pode ser importante para a redução de custos para as instituições. A leitura pode acrescentar muito aos profissionais da saúde, principalmente neste momento de crise econômica. Boa leitura!

paticialexmark

Como a Lexmark enxerga o cenário atual da saúde no Brasil? Mesmo com a crise econômica existe demanda para novas soluções e investimentos em Hardware e Software?

Patrícia Freitas: O mercado de saúde brasileiro é prioritário para a Lexmark porque tem grande necessidade de tornar os dados digitais e facilitar o acesso ao público-alvo no momento necessário em diferentes dispositivos. Esta facilidade de acesso e análise da informação são essenciais para uma boa prestação de serviços, melhor atendimento das demandas dos pacientes e médicos para tornar mais eficientes os processos administrativos, que são complexos e reduzir custos. Diante desta realidade, pensamos que a tendência é que, mesmo em um cenário critico como atual, as empresas do setor continuarão investindo em tecnologia para obter melhores resultados nos negócios e atendimento.

Quais são as opções de serviços para a saúde oferecidos pela Lexmark. 

P.F.: A Lexmark conta hoje com um portfólio completo de soluções de gestão de conteúdo e impressão para o setor de saúde, que inclui softwares, hardware e serviços para captura, tratamento, armazenamento, recuperação, distribuição e compartilhamento de informações estruturadas e não estruturadas (e-mails, imagens – inclusive médicas, como radiografias e exames por vídeo, áudios, etc.) para o setor de saúde.

Essas soluções são fundamentais para definição de processos organizacionais, porque as informações estruturadas (com formato fixo, pré-definido, provenientes de sistemas tradicionais como ERP (gestão empresarial) e CRM (relacionamento com clientes), representam menos de 10% do total de informações geradas em uma empresa de saúde.

As soluções da Lexmark, além das informações estruturadas, as empresas de saúde (clínicas médicas, hospitais, laboratórios ambulatoriais, etc) podem gerir melhor os 90% de dados não estruturados, que precisam ser devidamente registrados, consultados e que dão subsídios para decisões médicas, gestão e de atendimento diariamente, tudo em uma plataforma de conteúdo unificada. Algo essencial para que hospitais e provedores de saúde tenham uma visão panorâmica do negócio e otimizem seus processos estratégicos e operacionais.

Qual o público-alvo da empresa dentro da área da saúde? As soluções da Lexmark atendem apenas as instituições de grande porte?

P.F.: As soluções da Lexmark para a área de saúde são desenvolvidas para atender a gestão de grandes volumes de dados e de impressão, visando sempre aperfeiçoar os processos de negócios das empresas do setor (hospitais, clínicas, empresas de assistência médica, redes de laboratórios de análises, etc.), de diferentes portes.

O mercado de tecnologia em saúde é bastante competitivo, qual é o diferencial das soluções em saúde oferecidas pela Lexmark?

P.F.: Nossas soluções contribuem para tornar todos os dados estruturados e não estruturados digitais, facilitando o acesso às informações médicas e de gestão no momento certo e em diferentes dispositivos, algo essencial para um mercado no qual 80% dos dados não são estruturados.

Com isso, contribuímos para melhorar os processos de negócios, para reduzir custos e para garantir a segurança e privacidade dos dados dos médicos e profissionais da área, principalmente.

Os grandes gargalos do setor de saúde são a otimização de processos, a redução de custos e a segurança da informação? De que forma as soluções em saúde da Lexmark pode contribuir para a melhoria dessas necessidades dentro de uma instituição em saúde?

P.F.: Nossas soluções visam contribuir para que as empresas do setor entrem na “Era Digital”, com todos os dados digitalizados e armazenados, de modo a facilitar o processamento, análise e acesso pela pessoa certa (seja profissional ou paciente), no momento adequado, atendendo a todos os protocolos de segurança. Portanto, investimos nos últimos anos para desenhar soluções que podem ser adaptadas para atender às especificidades de diferentes empresas do setor, objetivando justamente auxiliar na otimização de processos, redução de custos e segurança da informação.

Compartilhe!