Gestão

35 mil demissões em hospitais privados

Por Roberta Massa B. Pereira | 22.04.2016 | Sem comentários

A recessão econômica do país levou os hospitais privados a diminuírem o ritmo de contratações de trabalhadores em 2015.

No ano passado ocorreu a demissão de 35 mil funcionários no setor de saúde e a tendência é de que ocorram mais desligamentos em 2016.

A avaliação foi feita ontem pelo presidente da Associação Nacional de Hospitais Privados (Anahp), Francisco Balestrin, durante o seminário “Ética: a sustentabilidade da saúde no Brasil”, realizado no hotel Sheraton Porto Alegre.

O encontro profissional reuniu gestores de hospitais privados de todo o país e contou com as presenças do presidente da Federação dos Hospitais e Estabelecimentos de Saúde do Rio Grande do Sul (Fehosul), Cláudio José Algayer, e do diretor executivo do Hospital Sírio-Libanês, Fernando Torelly.

O seminário discutiu a ética na relação entre pacientes, hospitais e equipes de saúde. Conforme Balestrin, pesquisa feita pela Anahp mostrou que a crise econômica resultou na alta do desemprego e na consequente diminuição de beneficiários dos planos de saúde, o que acabou por impactar no desempenho econômico e assistencial dos hospitais em 2015 na comparação com 2014. Em relação ao número de cirurgias, no ano passado ocorreu uma queda de 40,5% para 35,1%. Também houve uma diminuição de 31,6% nos atendimentos emergenciais em 2015.

A Anahp representa atualmente 77 hospitais privados do país, que são responsáveis por mais de 18.200 leitos, sendo 3.650 em UTI. Em 2105, a receita das instituições de saúde associadas atingiu R$ 21,6 bilhões.

Durante o evento, foi anunciado o 4º Congresso Nacional de Hospitais Privados (4º Conahp), que acontecerá de 16 a 18 de novembro, em São Paulo.

Fonte: Anahp-22.04.2016

Compartilhe!