Qualidade

CFM participa de visita a maternidade Nossa Senhora de Lurdes

Por Roberta Massa B. Pereira | 04.05.2016 | Sem comentários

Publicidade

Diretoria vai conhecer instalações da maternidade, distribuir cartilha sobre direitos do paciente do SUS e conversar com a imprensa sobre dados da saúde em Sergipe

O presidente do Conselho Federal de Medicina (CFM), Carlos Vital, diretores da autarquia e do Conselho Regional de Medicina de Sergipe (Cremese) visitarão na manhã desta quarta-feira (04.05) a Maternidade Nossa Senhora de Lurdes, em Aracaju, para averiguar as condições de funcionamento do local e iniciar a entrega de uma cartilha sobre os direitos dos pacientes no Sistema Único de Saúde (SUS).

Depois da visita, o presidente do CFM, Carlos Vital, apresentará à imprensa dados sobre a situação da saúde em Sergipe e no país.

Também participarão da conversa o conselheiro federal por Sergipe, Henrique Batista e Silva, e a presidente do Cremese, Rosa Amélia Dantas, entre outros conselheiros.

No diagnóstico sobre a saúde em Sergipe, Carlos Vital vai mostrar como está o financiamento do setor, o número de leitos e o andamento das obras federais de saúde no estado.

A visita começará às 9:30 na maternidade Nossa Senhora de Lourdes, na avenida presidente Tancredo Neves.

Direitos

A cartilha “CFM informa sobre os direitos dos pacientes do SUS” está em linguagem acessível, diagramada no formato de gibi e dividida em tópicos, como forma de facilitar o entendimento do usuário.

Além de Sergipe, os demais estados brasileiros e o Distrito Federal também receberão a cartilha para distribuir com a população. Veja abaixo os principais direitos dos pacientes:

  •  Acesso universal em todos os hospitais públicos ou conveniados ai SUS, independentemente da classe social, sexo, cor, crença, idade ou país de origem; atendimento por um médico;
  • Tratamento igualitário no agendamento de exames, consultas e terapias, ou seja, não pode existir o fura-fila;
  • Assistência integral, incluindo remédios e a gratuidade, sendo considerado crime qualquer exigência de complementação de pagamento;
  • As unidades de urgência e emergência devem possuir um setor de acolhimento com classificação de riscos;
  • O paciente tem o direito de ser atendido por um médico e só deve ficar nos serviços de urgência e emergência por até 24h. Após esse período, deverá ser internado em um leito, transferido ou receber alta.
  • Deve ter garantida uma vaga em UTI ou enfermaria, conforme a necessidade.

Serviço:

O que: visita à maternidade Nossa Senhora de Lurdes
Horário: 9:30
Ponto de Encontro: portaria principal da maternidade Nossa Senhor de Lurdes
Contato: Paulo Henrique de Souza – Telefones (61) 8625-2373/ 3445-5940

Fonte: Conselho Federal de Medicina-04.052016

Compartilhe!