Tecnologia

Jogo eletrônico ajuda crianças com câncer do Hospital do GRAACC

Por Roberta Massa B. Pereira | 11.05.2016 | Sem comentários

Um aplicativo de jogo eletrônico criado para ajudar crianças e jovens com câncer. Esta é a finalidade do Angry Pill, desenvolvido pelos empresários Luis Fernando Pinto e Cesar Maida Neto, em parceria com a empresa Design Bits.

De acordo com os empresários, toda a renda gerada até dia 31 de dezembro deste ano será revertida para o Hospital do GRAACC, localizado na cidade de São Paulo, para ajudar a combater e vencer o câncer infantil.

Os cinco jogadores que alcançarem a maior pontuação nesse período, ganharão uma camiseta oficial do seu time de futebol.

Este jogo, que pode ser baixado gratuitamente na loja Apple ou Play Store /Android, consiste numa guerra travada para eliminar as células doentes e para passar de fase, é necessário comprar selos do GRAACC disponíveis na rede social Zigilua.

“Esperamos alcançar 20 mil usuários, o que geraria para a instituição, uma doação na ordem de R$ 100 mil”, explica Luis Fernando Pinto.

Não é uma meta ousada, haja vista que esse jogo também será lançado em outros países, terá Facebook próprio e o prêmio para os vencedores fora do Brasil será uma camiseta oficial da Seleção Brasileira de Futebol.

“Em 2016, o GRAACC completa 25 anos de atividades e o desenvolvimento desse game foi uma forma que encontrei para contribuir com esta importante causa, pois acredito que sempre devemos ajudar pessoas e instituições que prestam um serviço tão nobre quanto este”, declara Luis Fernando Pinto.

Sobre o GRAACC

Referência no tratamento e pesquisa do câncer infanto juvenil na América Latina, principalmente em casos de alta complexidade, e uma das mais respeitadas e bem-sucedidas instituições do País, o GRAACC – Grupo de Apoio ao Adolescente e à Criança com Câncer, criado em 1991, tem a missão de garantir a crianças e adolescentes com câncer todas as chances de cura com qualidade de vida.

A organização é reconhecida pelos expressivos resultados obtidos na cura do câncer infantil, alcançando índices de cerca de 70%. O GRAACC tem um hospital próprio que, em parceria técnico-científica com a Unifesp, realiza mais de 29 mil consultas, 1,6 mil procedimentos cirúrgicos e 16 mil sessões de quimioterapia e 5.066 sessões de radioterapia anualmente.

Com o orçamento para 2016 estimado em R$ 97 milhões, atende mais de 3 mil crianças e adolescentes por ano.

Fonte: CRAACC-11.05.2016

Compartilhe!