Gestão

SES de São Caetano firma convênio com Hospital Beneficência Portuguesa

Por Roberta Massa B. Pereira | 20.07.2016 | Sem comentários

Publicidade

A Secretaria de Saúde da Prefeitura de São Caetano do Sul firmou convênio filantrópico na última semana (14/7) com o Hospital Beneficência Portuguesa da cidade para a realização de exames de alta complexidade de pacientes atendidos na rede pública.

Sem custo para a administração municipal, a parceria prevê 40 ressonâncias magnéticas por mês, que começam em julho, e agenda semanal de 8 a 10 ultrassons com doppler, a partir de agosto.

Nesta terça-feira (19/7), em visita ao Beneficência Portuguesa, o prefeito Paulo Pinheiro conheceu de perto o funcionamento dos equipamentos. “Estamos ampliando os serviços com tecnologia de ponta. Essa é uma demanda antiga dos moradores. Agora, teremos exames como de ressonância magnética no município, evitando grandes deslocamentos dos pacientes para hospitais referências. É uma importante conquista vinda de um parceiro histórico com mais de 60 anos de serviços prestados à comunidade de São Caetano.”

O presidente do Hospital Beneficência Portuguesa, Antônio Rubira, destacou que atualmente a unidade conta com um dos mais completos centros de diagnóstico por imagem do ABC. “Vai dar uma boa limpada nas filas de espera. Dispomos de ressonância magnética de fibra óptica, o primeiro equipamento com essa tecnologia instalada na América do Sul. Possui sala de exame com som ambiente, céu com teto estrelado e painel luminoso”, explicou Rubira.

Segundo o secretário municipal de Saúde, Dr. Silvio Luiz Martinez, a prioridade será dada para pacientes internados de urgência e emergência. “Requerem de cuidados especiais com sedação pelos anestesistas. A outra parte será via Central de Agendamento e Regulação com o objetivo de desafogar as demandas reprimidas. Acertamos nesta reunião a triagem e o procedimento para autorizar as guias e pedidos. Estamos prontos para iniciar”, ressaltou.

“Fazemos uma média de 10 ressonâncias magnéticas por mês no Pronto-Socorro Adulto (PSA). Quando se trata de salvar vidas, essa proximidade para a realização dos exames é fundamental”, completou o diretor clínico do Hospital Municipal de Emergências Albert Sabin, Dr. Edler Tertuliano Lins.

Também participaram do encontro o secretário municipal de Comunicação Social, Fernando Scarmelloti, e pelo Hospital Beneficência Portuguesa, o diretor administrativo, Flavius Rubira, e o relações públicas, Moacir Rubira.

Saúde Conectada – Em novembro do ano passado, a Prefeitura de São Caetano lançou o Programa Saúde Conectada, uma nova era no diagnóstico por imagem à distância. Possui contrato de gestão ativo com a Fundação Instituto de Pesquisa e Estudo de Diagnóstico por Imagem (Fidi), na Capital, onde funciona a Central de Laudos do município, com médicos especialistas.

Os laudos em formato digital agilizam o processo e o recebimento direto na tela dos computadores dos médicos na unidade onde foram realizados, que acontece em até 72 horas. Mensalmente, são promovidos cerca de 18.200 laudos: raio-X (12.000), ultrassom (4.300), tomografia computadorizada (900), mamografia (700), desintometria óssea (200) e ressonância magnética (100).

São Cristóvão – São Caetano renovou em dezembro de 2015 convênio com a Associação de Beneficência e Filantropia São Cristóvão. No Centro de Imagens de Ultrassom no Hospital São Caetano, são realizados em média cerca de 530 exames por mês. Cedido gratuitamente, o equipamento é operado por médicos do São Cristóvão, sem qualquer custo ou repasse ao município, mesmo molde da parceria com o Hospital Beneficência Portuguesa.

Fonte:Prefeitura de São Caetano do Sul-20.07.2016.

Ebook Planejamento Estratégico na Área da Saúde, baixe agora por apenas R$9,90. 

Compartilhe!