Gestão

Burocracia deixa Santa Casa fora do programa Corujão da Saúde

Por Roberta Massa B. Pereira | 16.02.2017 | Sem comentários

Publicidade

Cotada inicialmente para ocupar papel central no Corujão da Saúde, a Santa Casa de São Paulo está fora do programa do prefeito João Doria (PSDB), que tem como meta zerar a fila de 485,3 mil exames até abril.

Em 6 de janeiro, a gestão tucana anunciou um investimento de R$ 400 mil para a Santa Casa realizar 40 mil consultas de pacientes que estão na fila por exames há mais de seis meses.

Os atendimentos seriam feitos em todas as unidades, incluindo a principal, na Santa Cecília (região central).

A prefeitura divulgou, ainda, em 13 de janeiro, que a Santa Casa de São Paulo se disponibilizou a fazer 11.580 exames do Corujão e a de Santo Amaro (zona sul), 9.120.

Mas o “Diário Oficial” da cidade de 4 de fevereiro diz que a instituição está “inabilitada” ao programa.

O motivo para o impedimento seria burocrático: segundo a prefeitura, o SUS permite que hospitais públicos tenham apenas um gestor (no caso da Santa Casa, o governo estadual).

Ou seja, a administração municipal não poderia entrar como cogestora da entidade filantrópica.

Apesar disso, tanto a Secretaria Municipal da Saúde quanto a Santa Casa preveem que a instituição participará do Corujão em breve

Espaço

Funcionários da Santa Casa na Santa Cecília disseram que a estrutura é ociosa: segundo eles, haveria tempo e espaço para o atendimento extra caso a entidade estivesse no Corujão da Saúde.

Funcionários afirmaram, por exemplo, que o prédio dos ambulatórios fica aberto para pacientes “no máximo até as 17h30”. No meio da tarde, uma das entradas da área é fechada. ,

Antes das 16h, médicos já começam a sair do expediente.

A prefeitura afirma que, mesmo sem a Santa Casa, não haveria risco ao programa.

Diz que já foram feitos mais de 100 mil exames até agora por serviços municipais, estaduais, filantrópicos e privados.

Documentos

A Secretaria Municipal da Saúde da gestão Doria diz que o impedimento de momento para a Santa Casa estar no Corujão da Saúde “se dá por uma questão meramente documental”, mas que “está em tratativas para a formalização de tal adesão”.

“Vamos pedir para que o Estado peça os exames da prefeitura e estamos fazendo um acordo para os atendimentos de reavaliação.

Mas a Santa Casa estará no Corujão da Saúde nos próximos dias. O programa vai até abril, há tempo para isso”, disse o secretário municipal da Saúde, Wilson Pollara.

A Santa Casa disse que “está em dia com toda a documentação exigida, inclusive CND (Certidão Negativa de Débito)”, mas que não irá recorrer contra sua condição de inabilitada ao Corujão. Mesmo assim, afirma ter “grande interesse em participar do programa” e que está “em tratativas com a prefeitura para avaliar possibilidades”

Fonte: Folha de São Paulo-16.02.2017.

Ebook Planejamento Estratégico em Saúde, baixe agora o seu. 

eBook Planejamento Estratégico em Saúde

Compartilhe!