Saúde

Hospital do GRAACC reforça a importância da doação de sangue

Por Roberta Massa B. Pereira | 31.05.2018 | Sem comentários

Embora alguns hospitais já comecem a ser afetados pela greve dos transportes, no complexo Hospitalar do GRAACC, referência no tratamento de crianças e adolescentes com câncer.

Ainda não há impactos nos tratamentos e procedimentos programados no hospital.

Os estoques de sangue, porém, estão mais baixos.

Segundo o Ministério da Saúde, menos de 2% da população é doadora e esse número tende a ser menor neste período de paralisação.

No Hospital do GRAACC são utilizados por mês, cerca de mil unidades de componentes do sangue.

Principalmente concentrado de hemácias (glóbulos vermelhos) e plaquetas, que ajudam na coagulação.

Visando a manutenção dos estoques, o GRAACC convida a população para a doar sangue.

Os requisitos básicos para fazer a doação são:

  • Estar em boas condições de saúde.
  • Ter entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos (menores de 18 anos precisam de autorização dos pais).
  • Pesar no mínimo 50kg.
  • Estar descansado (ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas).
  • Estar alimentado (evitar alimentação gordurosa nas 4 horas que antecedem a doação).
  • Apresentar documento original com foto recente, que permita a identificação do candidato, emitido por órgão oficial:

Carteira de Identidade, Cartão de Identidade de Profissional Liberal, Carteira de Trabalho e Previdência Social.

Para mais informações dos locais de coleta de sangue, acesse:

https://graacc.org.br/doacaodesangue/ ou http://www.colsan.org.br/site/doador/locais-para-doacao-de-sangue.html

Sobre o GRAACC

Referência no tratamento e pesquisa do câncer infantojuvenil na América Latina, principalmente em casos de alta complexidade.

E uma das mais respeitadas e bem-sucedidas instituições do País, o GRAACC, criado em 1991.

Tem a missão de garantir a crianças e adolescentes com câncer todas as chances de cura com qualidade de vida.

A organização é reconhecida pelos expressivos resultados obtidos na cura do câncer infantil, alcançando índices de cerca de 70%.

O GRAACC tem um complexo hospitalar próprio que, em parceria técnico-científica com a UNIFESP.

Realiza mais de 35 mil consultas, 2 mil procedimentos cirúrgicos e 19 mil sessões de quimioterapia anualmente.

Com um orçamento de mais de R$123 milhões previsto para 2018, atende em média 3.700 mil crianças e adolescentes por ano.

Informações no www.graacc.org.br.

 

Compartilhe!