Gestão

Saúde no Brasil

Por Roberta Massa | 10.12.2010 | 1 comentário

Publicidade

Falar sobre saúde no Brasil  não é nada fácil.

A desigualdade social reflete significativamente na área da saúde.
As pessoas que possuem maior poder aquisitivo têm a possibilidade de tratar ou curar suas enfermidades em um menor prazo de tempo  em clínicas e hospitais privados com os recursos mais avançados que o mercado dispõe.
Mas o que acontece com as pessoas que não tem acesso a estes recursos?
São humilhadas em salas de espera nos serviços públicos, onde somente a avaliação médica inicial gera uma espera de 3 horas no mínimo.

Hospital de Referência, atendimento precário
Todos nós sabemos que tempo é algo que uma doença não dá, pois cada minuto perdido para um diagnóstico e tratamento pode muitas vezes levar a morte.
Há mais ou menos  15 dias atrás pude observar o atendimento público de um hospital de referência em São Paulo e confesso que me impressionei com  o que pude presenciar.
Sabemos que todos os hospitais públicos estão acima do limite máximo para atendimento, e que sempre procuram uma maneira de otimizar alguns processos com o intuito de reduzir seus custos, pois sua verba não permite fazer grandes mudanças.

O papel do administrador hospitalar
Acredito que nestes casos o administrador hospitalar tem um papel muito importante, pois as pequenas atitudes podem fazer grande diferença para a melhora do atendimento, neste local  observei  pessoas realizando medicação via endovenosa agachado no chão, pessoas deitadas em macas nos corredores, banheiro quebrado sendo utilizado no  preparo de exame no pronto socorro e  pessoas na recepção aguardando em pé para ser atendido.
Estes problemas são todos decorrentes de falta de verba? Não.
Alguns hospitais sofrem com a má administração, onde muitas vezes os recursos não são priorizados para os lugares que realmente necessitam.
O hospital observado poderia direcionar uma verba para a melhoria do mobiliário, já que as pessoas vão esperar muito tempo para o atendimento, assim pelo menos poderão esperar em acentos e poltronas confortáveis, pois aquela situação não era humana.

O papel do Blog
Enquanto isso  no mesmo local inaugurava-se um andar luxuoso para realização de exames no atendimento particular, deixando claro que conforto e bom atendimento só são possíveis para quem pode pagar. Esse é o retrato da saúde no Brasil. Por acreditar que mudar a situação com planejamento e boa administração é possível, o Blog irá discutir como isso é possível. Fique a vontade para comentar e ajudar a construir um sistema de saúde mais humano e digno.

Compartilhe!
  • Bernadette Vilhena

    Roberta,

    Parabéns pela iniciativa e muito sucesso em seu blog!

    Abraço