Qualidade

Sustentabilidade Ambiental: Hospital reduz índice de desperdício de alimentos

Por Roberta Massa B. Pereira | 08.01.2016 | Sem comentários

Publicidade

A Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo valoriza a sustentabilidade ambiental e insere essa iniciativa em diversas áreas.

No Setor de Nutrição e Dietética, há uma grande preocupação com o desperdício de alimentos. Desde 2005, a Instituição monitora os restos alimentares (quantidade de alimentos devolvida no prato) e as sobras limpas (alimento produzido e disponibilizado/distribuído que não foi consumido e não pode ser aproveitado).

Segundo a literatura, para serem classificados como ótimos, os restos não devem ultrapassar 5% da produção de alimentos.

A variação entre 5% e 10% é aceitável como margem de segurança em unidades hospitalares que apresentam variações diárias no número de clientes. “Quando iniciamos esse trabalho, os nossos desperdícios variavam em até 10%”, revela a nutricionista e gerente de Hotelaria da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo, Marisa Resende Coutinho.

Para reduzir esse número, foi desenvolvido um plano. “Nós revisamos os cardápios, realizamos campanhas educativas com os funcionários e fizemos levantamentos das preferências alimentares dos pacientes internados. A nossa meta é 5%, mas, com estas ações, conseguimos diminuir ainda mais o desperdício de alimentos e já chegamos a atingir 1,5%”, comemora.

Ainda de acordo com a responsável pela área, além de ser uma ação de sustentabilidade ambiental, o controle de desperdício de alimentos traz benefícios também para a empresa. “Com a iniciativa, conseguimos ter um maior controle de compras e uma melhor administração financeira dos recursos do setor”, completa.

Fonte: Revista Infra-08.01.2016

Compartilhe!