Tecnologia

Como sistemas de informações podem diminuir a glosa

Por Roberta Massa B. Pereira | 27.01.2016 | Sem comentários

Publicidade

Atualmente, os processos digitais já são capazes de proporcionar mais segurança aos processos, tanto do ponto de vista das unidades médicas, quanto de convênios. Desta forma, é possível manter as informações de cobrança em dia e, assim, diminuir a glosa hospitalar.

A atualização dos sistemas de informação permitem que todo o processo de um paciente seja digital, evitando assim, desperdício de papel e investimento em impressões, por exemplo, por parte dos hospitais.

Diminuir a glosa é essencial para a gestão das unidades médicas, já que a não cobrança de procedimentos realizados pelos convênios pode gerar um aumento de gasto e diminuição de lucro.

Para ter esse controle, utilizar um sistema de informação é essencial para uma instituição de saúde.

No cenário em que a guia médica de um paciente passa por diversos setores, o manuseio físico a torna mais vulnerável a perdas, desgaste ou mesmo troca com outro paciente.

Pensando assim, o desenvolvimento de um sistema que possa acompanhar o paciente desde a recepção, até a conclusão e faturamento do seu atendimento, de forma digital, solucionaria esse problema e seria capaz de diminuir a glosa.

Para o administrativo, a principal vantagem do processo ser todo digital é que permite realizar a cobrança dos serviços prestados para os convênios mais rapidamente. Além disso, o sistema já calcula todo o custo de um paciente de acordo com as tabelas e valores cadastrados, o que, no momento de envio para o convênio, tende a diminuir a glosa.

O importante é ter em mente que é necessário configurar as tabelas e valores dos convênios no sistema, digitalizar e incluir toda a informação de um paciente para tudo fique arquivado e de fácil acesso para todos os profissionais envolvidos no atendimento.

Esse tipo de processo tem como objetivo diminuir a glosa ou, em outras palavras, otimizar o trâmite com os convênios e reduzir prejuízos.

Fonte: Pixeon-27.01.2016

Compartilhe!