Qualidade

Acesso a informação melhora a qualidade dos serviços prestados nas empresas

Por Roberta Massa B. Pereira | 21.04.2016 | Sem comentários

Publicidade

A transição para o mundo digital em todos os setores empresariais está proporcionando a oportunidade de acelerar e automatizar rotinas operacionais de processos de negócios, agregando melhor atendimento, maior eficiência no acesso a informação e como consequência, um alto grau de colaboração.

Com pouco investimento, os benefícios alcançados por alguns clientes chegam a um retorno de investimento  por volta de 100%.

Empresários e executivos que estão considerando investir em uma nova infraestrutura de TI, devem pensar além da tecnologia e definir o projeto visando como eles querem que as organizações implementem uma produtiva rotina de trabalho.

A tecnologia de gerenciamento de conteúdo corporativo (ECM), por exemplo, faz com que documentos e arquivos em qualquer formato, como imagens e e-mails, sejam facilmente pesquisados, encontrados, gerenciados e colocados automaticamente no momento correto à disposição daqueles que precisam tomar a decisão.

Isso significa que os gestores podem focar nos negócios com a certeza de que os processos funcionam adequadamente, de forma segura e controlada.

Os sistemas ECM são projetados para serem flexíveis e capazes de se adequar a qualquer departamento, mostrando capacidade em fazer com que toda a empresa trabalhe melhor, em vez de ser apenas uma solução trazida pelo departamento de TI.

Uma das chaves para o sucesso é envolver as pessoas que utilizarão o sistema desde o início. Descobrir os seus desafios, necessidades e pedir ideias são essenciais para adequar todos a um novo conceito na rotina dos negócios. Com base nas exigências e ambições da companhia, o projeto prático será muito mais assertivo.

Apesar do medo da mudança sempre existir, a implementação de um sistema de ECM pode ser bem simples e realizado em etapas.

No segmento de saúde, encontramos uma necessidade impar para a utilização de uma solução de ECM, pois, existem muitas informações ainda em papel, espalhadas por toda a instituição, que podem ser integradas ao prontuário eletrônico, permitindo o acesso imediato as informações dos pacientes.

Além do que, a indústria de saúde é considerada uma das mais complexas em termos de processos de negócios. Muitos deles, sem um nível de automação adequado.

O que reforça a adoção de uma plataforma corporativa capaz de automatizar os processos de negócios de toda a instituição, bem como a gestão da maioria das informações existentes em uma organização.

Paulo César Lima, gerente de Contas da Hyland, criadora do Onbase.

Fonte: Saúde Digital-21.04.2016

Compartilhe!