Gestão

Santa Casa de São Paulo volta a pedir socorro

Por Roberta Massa B. Pereira | 25.04.2016 | Sem comentários

Publicidade

Funcionários dizem que hospital está quase fechando; Santa Casa nega.

A Santa Casa de Misericórdia de São Paulo voltou a ser motivo de reclamação entre médicos e pacientes. Já tem quase dois anos que o hospital enfrenta uma grave crise financeira.

Apesar dos ajustes na administração, a situação continua crítica.

Há três meses, Rubens Leite, de 79 anos, descobriu um câncer na bexiga. Ele já emagreceu 13 quilos enquanto espera pra ser operado. “Eu estou sempre contando com aquela cirurgia, contando que vai cortar, vai melhorar, vai sarar, né?”, afirma.

A família de Rubens conta que ele foi internado 2 vezes no hospital central da Santa Casa e por 3 vezes teve a cirurgia cancelada. A primeira justificativa é que faltava um exame.

A segunda, é que faltava um leito na Unidade de Terapia Intensiva Rubens tem uma ponte de safena no coração e precisa de um leito de UTI garantido pra ser operado.

A terceira e última justificativa para cirurgia cancelada foi ontem. A instituição alegou falta de um aparelho para que ele pudesse ser operado.

“Ele está assim, só emagrecendo, não come, com dor o tempo todo. A gente se vê de pé e mão amarrada, não consegue fazer nada”, lamenta Silvia Lúcia Almeida Leite, filha de Rubens.

Sem saber que estava sendo filmada, uma médica disse para a produção do SPTV que a situação na Santa Casa é crítica. Segundo ela, o hospital está quase fechando e várias cirurgias estão sendo canceladas.

A crise na Santa Casa já dura quase dois anos. Em julho de 2014, o pronto-socorro chegou a ser fechado por falta de remédios e materiais. O governo do estado fez uma auditoria e constatou que hospital tinha uma dívida de R$770 milhões de reais.

O Ministério Público entrou no caso para investigar a má gestão do dinheiro público repassado à instituição. O então provedor Kalil Rocha Abdalla renunciou. O pediatra José Luiz Setúbal assumiu o cargo com o desafio de negociar a dívida. Para equilibrar as contas, a Santa Casa demitiu 1.500 funcionários em outubro do ano passado.

Nesta sexta (22), na porta do hospital, a produção do SPTV encontrou o técnico mecânico Jeferson Santos de Silva que tinha sofrindo um acidente de trânsito. “Meu caso ainda foi simples, mas tem gente lá que tá mal e não tem ninguém pra atender o pessoal.”

A Santa Casa de São Paulo informou que o atendimento aos pacientes está normal. E que todos os casos são avaliados e recebem a assistência necessária.

Apenas os casos menos graves são encaminhados às unidades básicas de saúde. A Santa Casa diz ainda que Rubens será reavaliado semana que vem e operado o mais rápido possível.

Fonte: G1-25.04.2016

Compartilhe!