Qualidade

Hospital Nações Unidas integra preferências alimentares dos pacientes ao prontuário eletrônico

Por Roberta Massa B. Pereira | 23.06.2016 | Sem comentários

Publicidade

Com o objetivo de proporcionar uma boa experiência aos seus pacientes durante o período de internação, o Hospital das Nações , de Curitiba (PR) informatizou o cardápio integrando-o ao prontuário eletrônico Philips Tazy, com os detalhes das preferências dos clientes-pacientes.

O desafio da instituição era trazer para dentro do Mapa de Dietas, do Sistema de Gestão Tasy, as particularidades de cada paciente, como alergias a alguns alimentos e preferências do próprio paciente.

De acordo com a gerente de Nutrição, Thalita Paula Toso, desde que ressalvadas as necessidades terapêuticas prescritas pelo médico, o nutricionista pergunta ao paciente se há preferências em relação ao cardápio. “Alguns preferem pão integral, outros frutas específicas, gostam de gelatina ou não e assim por diante”, relata. “O direito de escolha deixa os pacientes mais felizes e consequentemente mais acessíveis ao cardápio tão necessário para a sua recuperação completa”, sinaliza a especialista.

Além do aspecto emocional, a própria logística da atividade mudou muito após melhorias implementadas. Antes da inclusão no Sistema Tasy, as copeiras usavam um formulário paralelo, manual, que tinha de ser atualizado diariamente.

Os processos manuais e o retrabalho iam contra as principais premissas de qualidade e segurança ao paciente. “As copeiras do Hospital das Nações sentiram imediatamente os benefícios de ter todas as informações centralizadas no Sistema Tasy, pois o processo tornou-se muito mais dinâmico, seguro e com informações em tempo real”, destaca Thalita.

As percepções dos pacientes e das copeiras são muito positivas, com um  benefício adicional, pois todas as informações ficam disponíveis no prontuário eletrônico do paciente. Assim, se houver reinternação, o nutricionista será alertado sobre as preferências do paciente.

Com o registro histórico de todas as informações no sistema é simples individualizar preferências e avisar ao nutricionista sobre o cardápio preferido pelo paciente dentro das recomendações terapêuticas prescritas pelo médico.

Fonte: Fórum Saúde Digital- 23.06.2016

Compartilhe!