Sustentabilidade

Hospital 9 de Julho recebe certificação internacional de prédio sustentável

Por Roberta Massa B. Pereira | 12.07.2017 | Sem comentários

Publicidade

Apenas *3% dos hospitais brasileiros possuem a certificação internacional Leed; instituição conquistou o reconhecimento por boa pontuação em itens como “terreno sustentável” por reduzir os impactos da obra

O Hospital 9 de Julho (H9J) acaba de conquistar o selo de Leed da United States Green Building Council (USGBC), certificação internacional que mostra que o prédio foi elaborado de forma sustentável pensando em não prejudicar o meio ambiente.

Apenas 3% dos hospitais no Brasil possuem esse reconhecimento.

Para receber o selo, a obra do Bloco A, precisou atender alguns pré-requisitos relacionados a sustentabilidade, como reaproveitamento de água das chuvas, troca de lâmpadas comuns por luzes de led e redução no uso de produtos nocivos ao meio ambiente.

“Ultrapassamos 30% de redução com louças e metais eficientes e com o sistema de aproveitamento de água de chuva”, explica Wanderley Silva, gerente de Engenharia do Hospital 9 de Julho.

A avaliação é feita com a soma de pontos para cada quesito.

O item com maior pontuação do H9J foi o de terrenos sustentáveis, em que o objetivo é minimizar os impactos da obra e da demolição nos arredores da construção.

Lean Six Sigma

“Nós criamos um plano de controle de poluição com o menor impacto possível para a região evitando, por exemplo, o assoreamento do solo em dias de chuva e incluindo receptores de água”, explica o engenheiro.

Para Dr. Alfonso Migliore Neto, diretor Geral do H9J, com essa certificação, a instituição alia sua estratégia de crescimento à preservação do meio ambiente.

“Como um hospital focado em alta complexidade, temos o desafio de oferecer todo o conforto ao paciente com o menor impacto ao meio ambiente e a certificação é o resultado deste trabalho”, salienta o executivo.

Migliore Neto lembra ainda que a sustentabilidade sempre é levada em consideração nas decisões institucionais e nas ações do dia a dia.

“Com a implantação do Prontuário Eletrônico do Paciente (PEP), com a certificação digital, nos tornaremos em breve um hospital totalmente digital, ou seja, sem papel”, completa.

Nova torre

O bloco A foi inaugurado em 2016 com investimento de R$ 350 milhões para atender à crescente demanda por leitos na cidade de São Paulo, já que o hospital possui um endereço privilegiado.

Ao lado da avenida Paulista, um dos mais importantes centros financeiros do País: “O prédio tem 18 andares com áreas para pacientes e acompanhantes, com o objetivo de oferecer privacidade e um maior acolhimento para ambos”, afirma Silva.

Outro diferencial é o serviço de hotelaria, especialmente no espaço Unic.

As suítes atendem à pacientes e acompanhantes que optam por serviços como o de concierge.

“A torre foi projetada para abrigar o que há de melhor no acolhimento ao paciente, como o uso de luz natural, espaços aconchegantes e cores agradáveis”, explica o Dr. Migliore Neto.

Com a inauguração, o H9J passou a contar com 410 leitos e a ampliação de 14 para 22 salas cirúrgicas, sendo duas delas híbridas, com equipamento de Hemodinâmica e Ressonância Magnética, além de duas salas exclusivas para cirurgia robótica.

Fonte: Assessoria de Comunicação H9J-12.07.2017.

Ebook Planejamento Estratégico em Saúde, baixe agora o seu.Planejamento Estratégico em Saúde

 

Compartilhe!