Negócios

Compra de empresa de saúde quase quadruplica em 2017

Por Roberta Massa B. Pereira | 29.11.2017 | Sem comentários

Publicidade

O setor de saúde é um dos que apresentam maior crescimento no número de fusões e aquisições até o terceiro trimestre deste ano. Foram 32 operações no período, segundo a KPMG.

Em 2016, foram oito compras de empresas da área no ano todo e, em 2015, seis.

“Com a permissão da entrada de capital estrangeiro [em planos de saúde, laboratórios e hospitais, em 2015], houve aquisições de peso.

Agora, há mais negócios domésticos”, afirma Luis Motta, sócio da consultoria.

Dos negócios fechados nos primeiros nove meses do ano, 27 eram aquisições feitas por empresas nacionais.

Apenas cinco foram compras realizadas por estrangeiros.

“Investidores têm buscado ativos na área, especialmente hospitais e laboratórios.

Operações mais óbvias, como a que envolveu Rede D’Or e Amil, foram feitas, mas ainda há muito espaço”, diz Paulo da Rocha, sócio da Demarest.

No total de segmentos, o número de transações do tipo aumentou 9% no ano até setembro, em relação ao mesmo período do ano passado.

Foram 584 até até o fim do terceiro trimestre.

Dessas, 44% são compras de ativos nacionais por brasileiros.

“A melhora da economia tem incentivado as empresas nacionais a voltar a negociar compras e fusões”, afirma Arthur Penteado, sócio do escritório Machado Meyer.

A perspectiva para os próximos meses é de continuidade do crescimento, diz Motta.

Fonte: Folha de São Paulo – 29.11.2017.

Ebook Planejamento Estratégico em Saúde, baixe agora o seu.Planejamento Estratégico em Saúde

 

Compartilhe!