Saúde

Ministro da Saúde Ricardo Barros diz que deixa o cargo

Por Roberta Massa B. Pereira | 08.01.2018 | Sem comentários

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, reafirmou que será candidato a deputado federal no Paraná e que, portanto, terá de deixar a pasta até abril.

“Fico no cargo o tempo que o presidente determinar. Mas a data limite é dia 7, o prazo que a lei impõe”, disse.

Ao todo, o Planalto contabilizava cerca de 17 ministros que poderiam deixar a pasta até abril para disputar algum cargo.

Nas últimas semanas, porém, alguns se anteciparam e pediram demissão.

Foi o caso de Ronaldo Nogueira (PTB), que deixou o Ministério do Trabalho, e de Marcos Pereira (PRB).

Que apresentou sua carta de demissão ao presidente Michel Temer do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços.

Na quarta, 3, o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, disse que os ministros que pretendem deixar o governo por causa das eleições sairão de forma paulatina, conversada com Temer.

Padilha lembrou que, em dezembro, o governo ameaçou por em marcha uma reforma ministerial ampla, trocando 17 ministros, mas recuou por insatisfação dos que desejavam permanecer por mais tempo no poder. ”

O presidente Michel Temer já disse isso em dezembro, vamos fazer paulatinamente”, disse Padilha. “Para conseguir manter a base, tem que manter os partidos.”

Fonte: ANAHP-08.01.2018.

Ebook Planejamento Estratégico em Saúde, baixe agora o seu.Planejamento Estratégico em Saúde

 

Compartilhe!