Gestão

Einstein lança modelo de atuação em gestão hospitalar para o setor privado

Por Roberta Massa B. Pereira | 04.09.2018 | Sem comentários

Hospital Órion, em Goiânia, será o primeiro provedor do setor privado a celebrar um contrato de gestão com o Einstein.

A Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein acaba de assinar um contrato para a gestão de um hospital a ser implantado em Goiânia, o Hospital Órion.

Com isso, o Einstein levará seus valores de qualidade, eficiência operacional e segurança do paciente para o Centro-Oeste do país.

O hospital, que faz parte de um complexo que contará com hotel, um centro comercial, consultórios e clínicas, terá 240 leitos, 40 deles de tratamento intensivo, centro cirúrgico com 11 salas e um avançado centro de diagnósticos.

De acordo com Sidney Klajner, presidente do Einstein, a entrada da organização na gestão de operações de provedores do setor privado reforça o compromisso com a sociedade e com a qualidade e segurança de todos os pacientes.

“O Einstein leva a Goiânia a expertise acumulada em gestão hospitalar, com esta parceria, e assim, oferece condições para que o Hospital Órion entregue serviços de qualidade aos pacientes”, afirma.

“Por meio da melhor gestão consegue-se direcionar a organização para a excelência”, completa

De acordo com o sócio do Órion Business & Health Complex, Artur Rassi, a parceria com o Albert Einstein, irá assegurar a transferência contínua para Goiânia, de tecnologias e protocolos avançados de saúde.

Além do apoio de uma instituição que se destaca no ensino e pesquisa em áreas médicas, junto de toda sua a bagagem e experiência de mais de 60 anos.

“Teremos sim, equipamentos de ponta, mas o mais importante será a adoção de protocolos e processos médicos de alta performance, treinamento contínuo do pessoal de apoio.

Controle de processos e análises de indicadores, que são responsáveis por 80% do sucesso dos tratamentos e diagnósticos, de acordo com estudos comprovados da área.

O hospital contará com treinamento constante e políticas internas de controle rígidas, baseadas no know how do Hospital Albert Einstein”, destacou.

Ao longo dos quatro primeiros anos de ramp up do hospital devem ser gerados mais de 800 postos de trabalho entre corpo clínico, áreas de enfermagem e administrativo.

As contratações iniciam no primeiro trimestre de 2019.

Alta demanda da saúde em Goiânia: atratividade a outros estados

De acordo com Artur Rassi, a decisão de construir um complexo médico hospitalar na capital goiana partiu de estudos preliminares de mercado, feitos pelo próprio grupo empreendedor pelo projeto, que não só avaliaram modelos de empreendimentos semelhantes em outros países.

Posteriormente, uma pesquisa encomendada pela Sociedade Beneficente Israelita Albert Einstein sobre o panorama da saúde em Goiânia, em 2016, confirmou a demanda.

O estudo foi feito em 2016, através de uma coletânea de dados, referente ao período entre 2010 e 2015, de diversos órgãos como Ministério da Saúde (DataSus), Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Agência Nacional de Saúde (ANS).

De acordo com o levantamento, Goiânia vive uma grande atratividade de pessoas de outros estados em busca de serviços de saúde, principalmente nos casos que necessitam de um maior nível de especialização médica.

O raio de extensão para a atratividade por serviços de saúde em Goiânia chega até o Estado do Acre.

O interior de Goiás, a região sul da Bahia, e os estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Maranhão são os principais locais de onde vêm pacientes em busca de assistência
médica em Goiânia.

Outro aspecto abordado no estudo diz respeito as doenças ou os problemas que mais levam as pessoas a óbito em Goiânia.

Doenças do aparelho circulatório estão no topo do ranking, com 25% das mortes; em segundo lugar, estão as neoplasias (tumores cancerígenos) que vêm crescendo mundialmente, com 19,1%.

Em terceiro, estão as causas externas, ligadas a agressões e acidentes de trânsito.

Elas respondem por 15,9% dos óbitos em Goiânia e chamam atenção no estudo por estar, proporcionalmente, bem acima dos índices de outros grandes centros urbanos do País, como Rio de Janeiro (8,4%) e São Paulo (8,7%).

Os problemas, especialmente ligados a traumas e cânceres, necessitam de atendimentos de alta complexidade.

Sobre o Órion Business & Health Complex

O Órion Business & Health Complex possui 50 níveis e adota um conceito de vanguarda, o de mixed use (vários usos), reunindo o Hospital Órion, clínicas, torre business e hotel.

O complexo está sediado no encontro das Avenidas Portugal e Mutirão, no Setor Marista, em Goiânia e é assinado pela FR Incorporadora, GVC Engenharia, Joule Engenharia e Tropical Urbanismo.

O empreendimento abrigará também a sede da Associação Médica de Goiás (AMG), o Museu Médico e a Corte de Conciliação Médica.

Ancorando o complexo, o Hospital Órion Einstein deve entrar em operação em junho de 2019.

A unidade hospitalar voltada à assistência à saúde de alta complexidade será administrada pelo Albert Einstein, uma das mais renomadas instituições médicas da América Latina e do mundo.

Além do hospital, o complexo terá 205 clínicas e consultórios a serem implantados em 673 salas e suas junções, totalizando 32.500 m2 de área privativa.

A estimativa é de que 1.600 médicos das mais variadas especialidades atendam simultaneamente no complexo.

O empreendimento conta ainda com um hotel cinco estrelas da bandeira Clarion. No total, serão 124.700 m2 de área construída.

Sobre a Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein

A Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein é uma sociedade civil sem fins lucrativos.

Tem mais de 60 anos de história e atua nas áreas de assistência à saúde, educação e ensino, pesquisa e inovação e responsabilidade social.

Conta com uma equipe de 13,2 mil colaboradores, 9,4 médicos e está sediada em São Paulo.

O Einstein possui o Certificado de Entidade Beneficente de Assistência Social (CEBAS) e é qualificada como Organização Social da Saúde para atuar na prestação de serviços
no Sistema Único de Saúde (SUS).

Seu compromisso com o desenvolvimento amplo do sistema de saúde se traduz na oportunidade de melhoria e na construção de novos modelos de trabalho ajustados aos desafios atuais.

O Einstein integra fóruns nacionais e internacionais de discussão e participa ativamente de iniciativas conjuntas com o poder público, órgãos reguladores, hospitais, operadoras de planos de saúde e entidades setoriais.

Fonte: Assessoria de Comunicação Hospital Albert Einstein – 04.09.2018.

Ebook Planejamento Estratégico em Saúde, baixe agora o seu.

 

Compartilhe!