Gestão

Amil reduz internações em programa que oferece médico de família

Por Roberta Massa B. Pereira | 07.11.2018 | Sem comentários

A Amil, maior operadora de saúde do país, pretende chegar ao fim deste ano com 230 mil usuários participando do seu programa de atenção médica primária.

Trata-se de um projeto da Amil em que os pacientes de São Paulo e Rio de Janeiro são acompanhados por um médico de família.

Que orienta sobre quais exames ou procedimentos são necessários ou indica um especialista, quando necessário.

Nesse grupo de pacientes, o volume de internações caiu 30%, enquanto 89% dos casos foram resolvidos diretamente com o médico da família, não sendo necessário um médico especialista.

A Amil implantou esse modelo, até agora, em 36 clínicas próprias, com 220 mil pacientes cadastrados. Em dezembro, deve chegar a 40 clínicas, no total.

Segundo Claudio Lottemberg (foto), presidente da UnitedHealth Brasil, dona da Amil, a operadora mudou seu foco e a prioridade é a atenção primária dos pacientes.

Esse vai ser o mote da maior campanha publicitária da Amil que apresenta ainda uma nova logomarca em comemoração aos 40 anos da operadora fundada por Edson Bueno, morto no ano passado, vítima de um AVC.

“É uma campanha humanizada, que mostra essa nova fase em que a prioridade é dar atenção ao paciente”, disse Lottemberg.

A campanha publicitária da Amil foi criada pela agência Artplan, com consultoria de marca da Interbrand.

A campanha começa a ser veiculada no dia 5 e segue pelo menos todo o mês de novembro em emissoras de TV, jornais, revistas, mídias sociais, cinema e em pontos de ônibus.

A Amil é a maior operadora do país, com 3,5 milhões de clientes de convênios de saúde e 1,9 milhão de planos dentais.

Fonte: Valor Econômico – 07.11.2018.

Ebook Planejamento Estratégico em Saúde, baixe agora o seu.

Compartilhe!