Negócios

Odontologia, um mercado que está em expansão

Por Roberta Massa B. Pereira | 08.04.2019 | Sem comentários

Antigamente as visitas ao dentista eram baseadas na dor, quando o paciente estava com dor de dente era a hora de procurar o dentista.

O cenário vem mudando nas últimas décadas, uma vez que a estética, especialmente no Brasil, está ganhando cada vez mais espaço.

Segundo dados do Conselho Federal de Odontologia (CFO), o país está em quarto lugar no mundo em procedimentos odontológicos realizados por ano.

Esse mercado que vem crescendo movimenta R$ 38 bilhões por ano, segundo os dados do CFO.

Na prática, as clínicas odontológicas também têm percebido esse aumento.

Dr. Leandro Gianichini, dentista e proprietário da Clínica Dental Center, afirma que com as novas tecnologias utilizadas na odontologia é possível se ter resultados mais rápidos e com procedimentos indolores, isso aproximou os pacientes do dentista.

“O fato das pessoas estarem com menos medo do dentista e se preocuparem mais com a estética tem aumentado a procura pelos procedimentos.

Nos últimos três anos o crescimento da clínica foi de quase 30%”, afirma Leandro.

Estudos da Associação Brasileira da Indústria Médica, Odontológica e Hospitalar (Abimo) demonstram a valorização do setor, apontando que nove a cada dez brasileiros dizem ir ao dentista pelo menos uma vez ao ano.

Outro dado que chama atenção é o da pesquisa Nacional de Saúde, mostrando que 74% dos atendimentos odontológicos são feitos na rede particular.

Abrindo uma brecha de mercado grande para as clínicas odontológicas e franquias.

Não só o crescimento do mercado é positivo, como também a lucratividade.

A média de lucratividade em franquia de clínicas odontológicas é em torno de 25%.

Projetando um mercado em expansão, onde o faturamento vem aumentando, e as novas tecnologias auxiliando na agilidade dos procedimentos clínicos, o lucro ainda poderá ser maior em alguns casos. 

O Dr. Leandro Gianichini ressalta que a lucratividade de suas clínicas hoje é em torno de 40%.

“Conseguimos uma lucratividade acima da média, quando aumentamos a quantidade de clínicas e utilizando tecnologias de ponta que diminuem o tempo de cadeira do paciente.

Assim, podemos atender mais, sem perder qualidade em atendimento.

Outro ponto que apostamos muito foi na gestão, trabalhar de forma integrada com a equipe, com uma organização que permita menos retrabalhos e agendas mais otimizadas”.

Atualmente, a Dental Center possui três unidades: Porto Alegre, Florianópolis e Rio de Janeiro.

Fonte: EXAME – 08.04.2019.

Ebook Lean Six Sigma em Saúde, baixe agora o seu.

Compartilhe!