Saúde

Estudo brasileiro desenvolve ferramenta para evitar sub-diagnóstico em câncer de tireoide

Por Roberta Massa B. Pereira | 02.08.2016 | Sem comentários

Pesquisa publicada no JAMA identificou que 46% dos pacientes apresentavam metástases linfonodais cervicais ocultas e alterou o tratamento em 38% dos casos analisados

Publicado no periódico JAMA Otolaryngology-Head & Neck Surgery, artigo de pesquisadores brasileiros investigou ferramentas mais precisas para evitar o sub-diagnóstico de metástases linfonodais cervicais do carcinoma papilífero de tireoide.

O estudo mostrou que utilizando o exame Linfocintilografia com SPECT/CT (Single-photon emission computed tomography) para Pesquisa de Linfonodo Sentinela, seguido de uma Biópsia Radioguiada desse linfonodo sentinela é possível detectar metástases linfonodais ocultas aos métodos convencionais de imagem.

A pesquisa avaliou 42 pacientes com carcinoma papilífero de tireoide menores que 1 cm e sem suspeita de metástases linfonodais cervicais, que foram submetidos a Linfocintilografia com SPECT/CT para Pesquisa de Linfonodo Sentinela, seguidos de biópsia radioguiada.

Ao final do estudo, os pesquisadores identificaram metástases ocultas em 46% dos pacientes, que passariam despercebidas se eles fossem submetidos apenas à avaliação clínica e ultrassom. Mais do que isso, a utilização desse exame levou a uma alteração na conduta terapêutica de 38% dos pacientes e identificou metástases linfonodais em regiões cervicais inesperadas em 18% dos pacientes.

Segundo a médica nuclear Profa. Dra. Elba Etchebehere, principal autora do estudo e Diretora do Serviço de Medicina Nuclear da MND Campinas, esse exame torna mais preciso o estadiamento oncológico e enriquece os tratamentos clínico e cirúrgico de pacientes com câncer papilífero de tireóide.

Link para o estudo: http://archotol.jamanetwork.com/article.aspx?articleid=2530677

Fonte: RS Press Comunicação-02.08.2016.

Baixe agora: ebook planejamento estratégico em saúde

 

Compartilhe!