Qualidade

ONA cresce mais de 300% em 10 anos e alcança 800 instituições certificada

Por Roberta Massa B. Pereira | 13.05.2019 | Sem comentários

De 2009 a 2019 a ONA aumentou em 625 o número de certificações, e consolidou a instituição como a principal disseminadora da qualidade nos serviços de saúde do país.

Em seu aniversário de 20 anos, a ONA (Organização Nacional de Acreditação) também comemora a marca de 800 instituições certificadas.

O número representa um crescimento de 357% em certificações nos últimos 10 anos, consolidando o seu papel como responsável pelo desenvolvimento e pela gestão dos padrões brasileiros de segurança e qualidade, de processos, do cuidado centrado no paciente e no desenvolvimento de melhores práticas nas instituições de saúde.

O número foi alcançado em maio de 2019, com a certificação ONA nível 3 do Hospital de Clínicas Luzia de Pinho Melo, de Mogi das Cruzes, São Paulo.

Esta instituição é acompanhada pela ONA desde 2006 e agora também participa deste momento histórico da organização.

Em 2009, quando a ONA completava 10 anos, o número de instituições certificadas era 175.

Em 2014, quando completou 15 anos, a organização tinha alcançado 395 certificações. Isso significa que de 2009 até 2019, quando alcançou as 800 certificações, a organização cresceu 357,14 %.

Nos últimos cinco anos, a instituição manteve uma média de crescimento de 15% ao ano, mesmo em períodos de crises econômicas, superando as expectativas de projeções internas.

A previsão é de que até 2021 a entidade chegue à marca das 1000 instituições certificadas.

“Este resultado mostra o fortalecimento da instituição ao longo dos anos em seu compromisso de desenvolver e elevar a qualidade da saúde oferecido no Brasil.

Temos um trabalho complexo e dedicado, que envolve todos os nossos colaboradores, assim como as organizações acreditadoras, que contribuem para que a cada ano a ONA consiga dar um passo a mais na melhoria dos serviços e da gestão da saúde com foco no bem-estar do paciente”, comenta Cláudio José Allgayer, presidente da ONA.

O trabalho iniciado em 1999 junto às instituições de saúde reuniu esforços desde a orientação sobre o que é a acreditação, termo ainda pouco conhecido naquela época, e quais as suas vantagens para a melhoria dos serviços de saúde até o desenvolvimento de todo o sistema brasileiro de acreditação.

“Nos dedicamos constantemente ao tratamento das informações, principalmente à revisão e manutenção dos manuais a cada quatro anos, adaptando-nos às constantes mudanças na área da saúde.

Isso ajuda para que as organizações entendam que este é um processo constantemente de compreensão das necessidades dos usuários e dos profissionais que trabalham nas organizações de saúde”, comenta Péricles Góes da Cruz, superintendente técnico da ONA.

Desde o seu nascimento, a organização investiu cada vez mais na divulgação sobre a importância da sua metodologia para melhoria dos serviços oferecidos na saúde, nas acreditações como uma forma de desenvolvimento da qualidade e também em equipes cada vez mais capacitadas para orientar os clientes sobre os padrões e como implantá-los.

“Nossa grande aposta é o investimento em pessoas, ou seja, o crescimento da ONA também veio acompanhando do crescimento dos nossos colaboradores. Nós começamos pequenos, com apenas três pessoas, e hoje temos 20 integrantes em nosso time.

Eles vestem a camisa da ONA com muita intensidade e isso se reflete totalmente na qualidade dos resultados positivos que apresentamos.

Eles são um dos grandes motivos para que tenhamos este crescimento consistente”, explica o superintendente.

Esta capacitação é provocada pela ONA dentro e fora da instituição.

A organização também possui um setor dedicado ao ensino, a ONA Educare, que oferece cursos à distância para avaliadores e profissionais de saúde com o intuito de fortalecer e disseminar o conhecimento, principalmente nos setores da qualidade na saúde.

Atualmente, a ONA Educare conta com dez cursos que estão disponíveis em seu site.

Neste ano, além dos cursos à distância oferecidos pela instituição, a ONA também promove duas ações para disseminação do conhecimento aos interessados em aprender um pouco sobre a qualidade, melhoria de processos, acreditação entre outros conteúdos.

E-books 

A disseminação do conhecimento é uma das estratégias utilizadas pela ONA para a melhoria da saúde no país.

Por isso, em comemoração aos seus 20 anos – e também à marca histórica de 800 instituições certificadas – a organização lançou uma série de e-books que podem ser acessados em seu site.

Serão 12 temas que vão desde Gestão em Qualidade em Saúde a Gestão de Processos, Cultura de Segurança, Sistema Brasileiro de Acreditação, entre outros.

Palestras

Durante a Hospitalar 2019, que ocorre no período de 21 a 24 de maio, a ONA promoverá um ciclo de 16 palestras, de uma hora de duração cada, com conteúdos baseados nos cursos mais procurados pelo público na instituição.

As palestras serão gratuitas, com certificado digital, representando uma grande oportunidade de ver um pouco mais a complexidade do trabalho realizado para acreditação no Brasil, com temas como:

Melhoria contínua e acreditação ONA; Gestão de Resultados em Saúde; Acreditação e Sustentabilidade: Uma grande dupla a serviço da saúde;

O que vem depois da acreditação? entre outros. Mais informações no site.

Sobre a ONA

A ONA é responsável pelo desenvolvimento dos padrões nacionais de segurança e qualidade em saúde no Brasil e tem um papel importante na elaboração de conteúdo de apoio para avaliadores, profissionais de saúde, alunos, Instituições Acreditadoras, Organizações Prestadoras dos Serviços de Saúde e Serviços de Apoio à Saúde.

Prestes a completar 20 anos de atuação, a ONA possui 800 instituições certificadas e se consolida como a principal metodologia de acreditação de saúde do país.

Sua metodologia possui padrões definidos para 16 diferentes tipos de serviços para saúde, tais como: hospitais, ambulatórios, laboratórios, pronto atendimento, atenção domiciliar, hemoterapia, nefrologia e terapia renal substitutiva, medicina hiperbárica, atendimento oncológico, diagnóstico por imagem, radioterapia e medicina nuclear, clínicas odontológicas, processamento de roupas para serviços de saúde, esterilização e reprocessamento de materiais, dietoterapia e manipulação.

Fonte: Assessoria de Comunicação ONA – 13.05.2019.

Ebook Lean Six Sigma em Saúde, baixe agora o seu.

Compartilhe!