Empreendedorismo

Cuiabá é case de sucesso na rede de franquias Docctor Med

Por Roberta Massa B. Pereira | 15.08.2016 | Sem comentários

Publicidade

Com a qualidade de saúde pública cada vez mais precária e os preços dos planos de saúde altos demais para a realidade da maioria da população brasileira.

O sistema de clínicas médicas particulares com preços acessíveis está ganhando força em todos os estados do país.

É neste contexto que a Docctor Med consegue obter destaque e expandir a sua marca.

O crescimento acontece por meio de franquias, que tem objetivo de manter o padrão estabelecido.

A unidade de Cuiabá já é considerada um caso de sucesso. Localizada no número 1553 da Av. Rubens Mendonça, conta com 15 consultórios em uma área de 420 m². Atendeu 2.500 pessoas em 60 dias, demonstrando que existe uma grande parcela da população que estava carente de auxílio médico qualificado.

Inaugurada em maio de 2016, oferece consultas para diversas especialidades médicas, entre as quais se destacam: Clínica Geral, Ginecologia, Pediatria, Oftalmologia, Dermatologia, Ortopedia e Traumatologia, Psiquiatria, Otorrinolaringologia, Cardiologia, Urologia e Gastroenterolgia.

Dica de leitura: ebook planejamento estratégico em saúde, baixe agora.

O responsável pela unidade é o empresário Luiz Antônio de Carvalho e relata o motivo que o levou a investir na franquia:

“Pesquisei muito sobre o modelo e vi que esse tipo de clínica tem um alto índice de organização e eficiência, e contribui muito com a saúde local, ao disponibilizar acesso fácil a serviços de alta qualidade”, afirma Luiz Antônio.

A Docctor Med utiliza o sistema de clínica médica particular com consultas e exames a preços populares.

Focada em oferecer serviços médicos qualificados, é a maior rede de clínicas populares do Brasil. Atualmente está presente em 10 estados, com total de 32 unidades.

Em qualquer unidade da rede, pode-se encontrar agendamento rápido e fácil para todas as classes sociais, ambiente diferenciado, clínico geral presente todos os dias e tempo limite de agendamento de no máximo sete dias.

Fonte: WH-Comunicação-15.08.2016

Compartilhe!