Judicialização

Justiça anula leilão do terreno do Hospital Sorocabana em São Paulo

Por Roberta Massa B. Pereira | 29.08.2018 | Sem comentários

A justiça trabalhista anulou o resultado do leilão do terreno onde fica o antigo prédio do Hospital Sorocabana, na Lapa, na Zona Oeste de São Paulo, que está fechado há oito anos.

O Terreno havia sido vendido por R$ 16 milhões no último dia 14.

Ele tinha sido vendido para pagar uma dívida trabalhista de R$ 25 mil da associação beneficente que administrava o hospital.

O leilão foi realizado no dia 14 pelo Tribunal Regional do Trabalho. O terreno foi vendido por R$ 16,3 milhões.

O terreno havia sido avaliado pelo tribunal em R$ 40,9 milhões.

Na decisão, a juíza Daniela Mori alegou que ao fazer a documentação para confirmar o arremate descobriu que a posse de parte do terreno é do estado, que não tinha sido avisado.

Atualmente, a Prefeitura ocupa o espaço com uma Ama e uma unidade da Rede Hora Certa.

A disputa judicial continua e quem depende da saúde pública hospital tem medo de perder os postos de saúde.

O hospital foi construído em 1955 com recursos de uma associação de trabalhadores da estrada de ferro Sorocabana.

Nos anos 80, o governo do estado passou a administração para a Associação Beneficente Hospitais Sorocabana.

Por causa de problemas financeiros a unidade fechou em 2010.

De lá para cá o SP1 mostrou várias vezes a situação do prédio.

Em 2011, o repórter Filippo Mancuso entrou no hospital que chegou a atender 20 mil pessoas por mês.

Encontrou salas reviradas e muita sujeira.

O prédio voltou para o governo do estado, que, em 2012, cedeu o espaço por 20 anos para a prefeitura.

De lá para cá, a ama sorocabana e a unidade da rede hora certa atendem a população. Mas 5 andares continuam vazios.

Na manhã desta segunda-feira o atendimento foi normal, mas os moradores do bairro estão com medo de ficar sem o atendimento médico.

“Se essa unidade fechar vai ser uma grande falta para o povo que frequenta a unidade”, diz a dona de casa Roseli Souza.

Por enquanto, nada muda no atendimento.

E o governo do estado disse que vai ingressar com as medidas judiciais cabíveis para também anular a penhora do imóvel onde ficava o Hospital Sorocabana.

O secretário municipal da saúde, Edson Aparecido, garantiu que nenhum serviço será suspenso para a população.

Fonte: G1-29.08.2018.

Ebook Lean Six Sigma em Saúde, baixe agora o seu.Ebook Lean Six Sigma em Saúde

Compartilhe!